Vida

João Nicolau de Almeida casa-se com Graça Eça de Queiroz Cabral em 1976 na cidade do Porto. Desta união nascem 3 filhos: Mateus, João e Mafalda. Os dois primeiros seguiram a alquimia dos vinhos e a mais nova seguiu a via da criatividade e cultura.

Em 1993, João Nicolau de Almeida identificou um local extraordinário para a produção de vinho. Aparentemente era um sítio improvável, sendo literalmente um monte de xisto, de muito difícil plantação. Começou a comprar terrenos, pouco a pouco, com bastante dificuldade considerando que eram parcelas de pequena dimensão pertencendo a uma infinidade de proprietários. Foi necessário um trabalho digno de um investigador para identificar os mesmos, até conseguir formar a atual Quinta do Monte Xisto. Nesse processo, teve a ajuda dos filhos, que se foram aproximando de pastores e agricultores da zona, parceiros fundamentais na identificação de terrenos e proprietários.

Em 2005, iniciam a plantação de vinha. Tudo fazia sentido: por cada camada de xisto que a surriba revelava, um novo projeto se formava. Um projeto familiar onde se conjugam as perspetivas e conhecimentos técnicos de duas gerações de enólogos. Conversam, falam, riem sobre o xisto, sobre o engaço, sobre tratores, sobre a vinha, o vinho e a vida. Nasce assim a João Nicolau de Almeida & Filhos, continuando a presença secular da família nos vinhos do Douro.