João Nicolau de Almeida

João Nicolau de Almeida, filho de Fernando Nicolau de Almeida, o criador do Barca Velha, e de Maria José Ramos Pinto Rosas, nasce no Porto em 1949 num contexto familiar absolutamente vínico.

O destino leva-o a estudar enologia em França (Bordeaux e Dijon), com alguns dos nomes mais relevantes da área como Émile Peynaud, Jean Ribéreau-Gayon, entre outros.

Inicia o seu percurso profissional em 1976 na Casa Ramos Pinto. Desafiado por José Ramos Pinto Rosas, então administrador da Casa, desenvolve uma série de estudos que iriam revolucionar a abordagem vitivinícola da região do Douro. Introduziu a plantação da vinha ao alto e sua mecanização, os sistemas de irrigação e realizou um estudo das castas durienses, propondo uma seleção de cinco castas recomendadas para a região, hoje amplamente cultivadas. Todo este trabalho foi realizado não só a pensar na melhoria da qualidade dos vinhos do Porto, mas também no desenvolvimento de vinhos do Douro. Em 1990 lança a primeira colheita do Duas Quintas, um dos primeiros vinhos do Douro a ser reconhecido a nível nacional e internacional como um vinho de excelência.

Em 2000 acumula as funções de director de enologia com a de administrador da Casa Ramos Pinto.

Paralelamente, em 1993, João Nicolau de Almeida inicia o processo de construção da Quinta do Monte Xisto, em conjunto com os seus filhos. Hoje, após 40 anos de trabalho e dedicação à região do Douro e à Casa Ramos Pinto, continua a sua obra através da João Nicolau de Almeida & Filhos.